ago 4, 2015
Tamy

Review: Pó Modelador Batiste XXL Plumbing Powder

Procura algo para modelar os cabelos com volumão, mas seus fios são finos ou oleosos? Pó modelador é a solução 😛

Já testei de algumas marcas e acho o efeito muito bom, principalmente em quem tem pouco cabelo ou ele é fininho. Há alguns dias postei esse look e muita gente comentou o cabelo. O nome do santo é Pó Modelador Batiste XXL Plumbing Powder.

O pó modelador é mais fácil de trabalhar que ceras e fixadores. Você escolhe como quer fixar o cabelo, polvilha um pouquinho de pó, vai modelando e ele fica paradinho onde você deixou <3 sem meleca, sem oleosidade e sem aquele cheiro de laquê de vó.

A durabilidade é ótima, costumo usar no cabelo do marido que é bem fininho e fica no lugar o dia todo, além da textura ficar sequinha.

A embalagem vem com 5g (isso mesmo, cinco gramas) o que faz parecer ter tão pouquinho. Mas olha o quanto é necessário para fazer um belo topete.

No meu cabelo, que é seco, tratado quimicamente e que com o uso do Roacutan está árido, ele parece ressecar um pouquinho, por isso modero o uso. Se você tem cabelo oleoso, esse é o modelador para você.

Pó Modelador Batiste XXL Plumbing Powder é vendido em farmácias e lojas com produtos para os cabelos. Ele custa em média R$45 e deve durar bastante já que se usa pouquíssimo para conseguir um bom resultado.

ago 3, 2015
Tamy

Vida de home office

Há pouco mais de 7 anos tomei uma decisão que mudou radicalmente a minha vida: abandonei a rotina de ir todos os dias para o trabalho e decidi trabalhar sozinha, em casa, no tal do home office.

Sou formada em Design Gráfico e trabalho há mais de 10 anos na área. Já passei por departamentos de marketing e escritórios de design. Quem conhece a profissão ou trabalha na área criativa sabe que não é um mercado fácil. Muita exigência, horários malucos, pedidos extravagantes, salários baixos e muita pressão.

Em 2008 eu estava exausta: trabalhava cerca de 10 horas ao dia, sem contar o deslocamento até o escritório que levava no mínimo 40 minutos. Tinha abandonado minha vida particular e a natação que eu tanto amava para abraçar prazos, pressão e um ambiente hostil. As horas extras ficavam em um banco de horas que eu nunca conseguia zerar porque sempre havia um material urgente ou porque meu chefe fazia cara feia quando eu pedia uma folga. Isso só para comentar superficialmente o quadro da dor, porque era muito pior que isso.

home office

Eu estava acima do peso, sofrendo com a hipertensão e muito infeliz. Ficava doente com frequência.
Um belo dia passei mal no escritório. Senti umas palpitações estranhas, tudo ficou escuro e percebi que eu estava arriscando minha saúde por algo que definitivamente não valia a pena. Eu era uma workaholic.

Pedi demissão sem pensar muito no que faria em seguida. Não procurei emprego. Como já tinha alguns freelas que fazia nas horas vagas (de onde eu tirava tanta hora? o.O), decidi seguir com eles. Pouco tempo depois fui pegando mais e mais clientes e desde então eu trabalho em casa.

Como esse não é um post sobre minha profissão, não falarei agora sobre o que eu faço. Mas em como é minha rotina de home office e como encaro uma rotina de trabalho sem perder o foco.

Home office

Trabalhar em casa não é tarefa simples, é preciso espaço, foco e muita disciplina, afinal as distrações são muitas e a cobrança – aparentemente – não é tão intensa quanto em um ambiente de trabalho comum.

Para quem deseja abrir sua própria empresa, é uma excelente forma de testar a viabilidade da ideia, sem ter gastos com uma estrutura mais robusta. Por outro lado não há a convivência com colegas, o que pode ser ruim para quem trabalha com criatividade.

Embora muitos pensem que é uma forma de ganhar muito dinheiro trabalhando pouco, na prática não é bem assim. Muitas vezes é preciso trabalhar mais horas que em uma jornada comum e em outras épocas não há muita demanda, então é necessário fazer economias prevendo essas dificuldades.

Aqueles que trabalham em empresas que permitem o home office (foi meu caso no início dos anos 2000, quando eu não tinha maturidade para isso) não passam pelas dificuldades de equipamentos e demanda, mas enfrentam o desafio do foco e da administração de tempo. Para os dois casos deixo algumas dicas.

Dicas para trabalhar em casa

Profissionalismo e disciplina são fundamentais. Você iria trabalhar de pijama? Deixaria sua mesa bagunçada? Perderia prazos? Chegaria atrasada? Provavelmente não. É importante encarar o trabalho com a seriedade com que teria em uma corporação: respeitar horários, posturas, organização e principalmente prazos;

Utilize bem o tempo: monte um cronograma de cada projeto e ajuste com os demais, prevendo as horas que serão trabalhadas. Isso ajuda a manter tudo em dia sem trabalhar em horários loucos e se sentir infeliz. Eu prefiro trabalhar em horário comercial pois é quando meus clientes mais precisam, mas isso varia em cada profissão. Enquanto tiver demanda, cumpra o horário;

Tenha uma pauta: ter um check-list com os itens que você precisa cumprir ajuda a ter ideia da produtividade e a sensação de riscar algo da lista é maravilhosa 😛

Tenha um local: nada de trabalhar da cama! Isso fará mal para sua produtividade e para a sua coluna. Tenha um local com espaço e o material necessário para o trabalho. Invista em equipamentos que irão lhe ajudar. Se o seu trabalho é com computador, pense em backup, em no-break e em outros itens que assegurarão um bom serviço;

Estude, pesquise e busque ferramentas de produtividade: estar em casa não significa estar longe do mercado. Mantenha-se informada, converse com colegas de profissão e busque ferramentas para aprimorar seu trabalho;

Foco: redes sociais, celular, família, cachorro, gato, papagaio, carteiro, vizinhos,… a vida de home office é recheada de armadilhas. Coloque um objetivo a ser cumprido e foco nele! Quando mais cedo você terminar, mais tempo sobra para fazer o que gosta. Eu costumo usar o Método Pomodoro para me obrigar a ficar longe das redes (há aplicativos para celular e navegador).

Um pedacinho do meu home office: tenho um computador grande onde trabalho eum notebook para visitar clientes. Nas pranchetas tenho uma com um calendário, uma com lista de itens a fazer e outra com anotações importantes. Essa pilha de revistas são trabalhos que eu já fiz e preciso fotografar para portfolio. Na prateleira ao fundo tem alguns livros, manuais e catálogos que eu fiz e alguns materiais que uso para trabalhar. Essa caixa preta embaixo da mesa é um no-break que me dá 4 horas de energia e internet quando a CEEE resolve me deixar na mão.

 

Vale a pena?

Para quem tem o perfil de trabalhar sozinho, vale e muito. O trabalho é mais tranquilo, não há estresse com trânsito e o tempo é melhor aproveitado. Nada de ficar horas no trabalho quando não há nada para ser feito, você só trabalha o necessário. E pode descansar sem culpa quando estiver doente ou pode passear durante a tarde quando precisar arejar a mente.

Quando o home office é encarado com seriedade, a produtividade aumenta e os custos diminuem para todos (para quem trabalha e para o cliente). Como eu li em um artigo por aí: trabalho é o que se faz e não um lugar para onde se vai.

Bônus

Muitos devem estar se perguntando porque eu tenho look do dia todos os dias se trabalho em casa. Eu costumo visitar clientes quase todos os dias ou tenho reuniões pelo Skype. Algumas vezes trabalho alocada diretamente no cliente e isso costuma exigir um dress code que respeite as normas da empresa.
E como superei minha fase workaholic, tenho outras atividades externas que rendem looks todos os dias :)

jul 31, 2015
Tamy

Look do dia: saia lápis e tênis

Porque é sexta, tá calor e tá liberado o look confortável :)

• Regata Espaço Fashion
• Jaqueta Di Trevi
• Saia Zara
• Brincos Parco
• Tênis Youcom

jul 31, 2015
Tamy

Receita: torta mousse de chocolate com avelãs

Procurando uma receita fácil que parece elaborada para impressionar os convidados ou para comer aquele doce assistindo seriado no final de semana? Eis a torta mousse de chocolate com avelãs: fácil e doce na medida.

Torta mousse de chocolate com avelãs

Ingredientes

Para a base:
• 2 pacotes de Oreo ou Negresco
• 2 colheres de manteiga

Para o recheio/mousse
• 3 claras
• 6 colheres de açúcar
• 1 caixa de creme de leite
• 1 barra (250g) de chocolate meio amargo

Para a cobertura
• 50g de avelãs
• 1 barra pequena de chocolate branco

Você vai precisar de liquidificador e batedeira (se não tiver, poderá bater as claras manualmente). Forma de bolo com fundo removível.

Modo de preparo

Base

Triture as bolachas no liquidificador, coloque pouco a pouco, garantindo que não fiquem pedaços grandes. Ao final, derreta e misture as duas colheres de manteiga.
Usando a forma de bolo com fundo removível, espalhe a massa e pressione, fazendo uma “cama”. Não é necessário untar. Tenha a certeza de que as laterais estão grossas o suficiente para segurar o recheio.

Leve ao forno (200 graus) por 10 minutos.

Recheio

Bata as claras em neve na batedeira ou manualmente, quando chegar ao ponto de merengue adicione as colheres de açúcar (para facilitar essa tarefa quando fizer manualmente, adicione um pouco de limão).

Derreta o chocolate em banho-maria (ou no microondas), depois misture com o creme de leite.

Misture tudo com cuidado e coloque na base (que já deve estar assada). Leve à geladeira por aproximadamente 3 horas.

Para a cobertura, basta distribuir as avelãs sobre a mistura. Algumas irão afundar e ficar no meio do recheio, o que é delicioso 😛 . Depois faça lascas de chocolate branco e distribua sobre a torta.

Difícil será aguentar as 3 horas né? 😛

Páginas:1234567...509»

publicidade

Histórico de posts

Bloglovin

bloglovin