dez 19, 2012
Tamy

De repente 30: sonhos e decepções de Natal nos anos 90

Final de ano sempre traz lembranças da infância: o frio na barriga ao receber as notas e entrar de férias na escola, a saudade das amigas e do menino bonito que só voltaríamos a ver depois do Carnaval e a expectativa em torno dos presentes de Natal.

Os anos 90 eram uma época bem diferente – ao menos no meu ponto de vista – não havia internet e a gente ficava sabendo dos brinquedos pelos gibis, TV ou pelos amigos. Haviam poucas lojas, então nem sempre era fácil encontrar algo. Ganhava-se pouco dinheiro e a tal inflação (eu morria de medo dela) fazia as coisas mudarem de preço rapidamente. Lembro que meus pais tinham estoque de latas de óleo em casa, era preciso uma pilha de notas para comprar pão e o preço dos doces que eu gostava mudava toda semana.

Sonhos de Natal

Na minha família não havia chance de sair para escolher o presente. A gente dava pistas do que desejava ganhar, estudava, obedecia e torcia muito para que o pacote embaixo da árvore tivesse um dos brinquedos mais desejados da época.

1. Casa da Barbie – sonho de boa parte das meninas da época, a casa tinha 3 andares, escadaria e balanço com toldo. Custava caro, muito caro. Conheci apenas duas meninas que tinham a casinha: Maria Joaquina do Carossel (~conheci~) e uma colega que era herdeira de uma das maiores redes de lojas do estado.

Eu sabia que nunca ganharia a casa da Barbie e que os móveis dela ficariam para sempre dentro de uma caixa de papelão. Mas se ao menos a caixa de papelão estivesse dentro de uma casa como essa *__*

2. Pense Bem – ter um Pense Bem era como ser criança e ganhar um iPad hoje em dia. Ele era incrível, fazia perguntas e parecia um computador. Ao menos a gente achava que parecia, levando em consideração o que via nos filmes.  Hoje acho mais parecido com uma calculadora de teclas coloridas 😛

3. Meu Primeiro Gradiente – imagine uma criança ter seu próprio “aparelho de som” em cores lindas, poder gravar e escutar músicas e carregar seu brinquedo som para a escola e a casa dos amigos. Era demais! Principalmente se você considerar um mundo onde não havia MP3 e para se ter “aquela música” era preciso comprar o disco ou gravar do rádio. Eu ganhei uma fita onde gravava minhas músicas favoritas, ficava um tempão na frente do rádio esperando elas tocarem! Triste era quando eu acabava gravando por cima de outra música sem querer 🙁

Quem nasceu na época do CD talvez não conheça, mas a gente usava uma fita K7 para gravar. Era era como esta aí de baixo, dava pra gravar dos dois lados e regravar quantas vezes quiser. Algumas vezes a fita ficava toda embolada e era preciso usar um lápis para girar e colocar tudo no lugar 😀

 

4. Pogobol, skate e patins – ao receber o pedido de um destes brinquedos, toda mãe/tia/dinda alegava que conhecia uma amiga cujo filho se quebrou brincando com um deles. As mães mais cautelosas ficavam assustadas e não deixavam suas crianças chegarem perto.

Eu cheguei a ter patins e era de longe meu brinquedo favorito, até que minhas tias convenceram minha mãe de que eu poderia morrer andando com aquele treco e acabaram com a minha alegria. Na época eram muito comuns os patins de amarrar no sapato. Tratava-se de uma base de metal com rodinhas e tiras de velcro ou de couro que a gente usava amarrado no tênis. Parecia muito com a foto abaixo, mas costumavam ter cores neon.

5. Não se esqueça da minha Caloi – Ceci ou Cecizinha, as Caloi eram muito legais e o comercial era tão grudento que até hoje muita gente lembra. O bonequinho ruivo aparecia em todo canto avisando para os pais não esquecerem da Caloi. Nas lojas era possível conseguir folhetos com ele para espalhar pela casa, lembrando aos pais de que o Natal estava chegando.

As mais observadoras devem ter percebido que a bicicleta da foto é uma Monark Brisa e não uma Caloi. As marcas eram concorrentes e a Monark não era tããããão legal. Mas só ela tinha fotos com qualidade, como a Caloi relançou a Ceci, não encontrei imagens do modelo antigo.

As maiores decepções do Natal

Aposto que vocês já receberam pelo menos um item dessa lista no Natal ou no aniversário e pensaram “que droga”. Não que calcinhas ou tijolinhos de montar não fossem úteis ou divertidos, mas era chato ganhar isso de Natal. Dividi a lista das decepções em nível de frustração usando corações partidos.

1. Blocos “Futuro Construtor” – você queria a casa da Barbie ou uma casa de madeira e tcharãããããn ganhava blocos para montar “igrejinhas” (sempre achei que eram igrejas). A maioria das crianças dos anos 90 teve estes blocos e eles eram muito divertidos. Mas era um pouco decepcionante desejar a mansão da Barbie e ganhar isso.

2. Pega Varetas – Elas eram coloridas, baratinhas e perigosas! Quem nunca terminou uma partida de pega varetas brigando com o amigo ou o irmão que roubou? Com a confusão armada, o brinquedo inocente pode se tornar uma arma perigosa! Eu já espetei e fui espetada muitas vezes.

3. Meias – toda criança precisa de meias. E como falei lá no início do post, era uma época de pouco dinheiro, nossas mães ficavam agradecidas quando ganhávamos meias e elas economizavam um pouco. Mas era chato ganhar meias e só as estampas legais melhoravam o humor.

4. Calcinhas – é o mesmo caso das meias, mas ainda mais frustrante pois haviam calcinhas lindas… com muitos babados na bunda e a gente não podia mostrar para as amigas. Era como não ganhar nada.

5. Lenços – hoje em dia eles praticamente não existem mais, mas no passado a gente ganhava muitas caixas de lenços bordados e não entendia direito para o que servia aquilo. Era o pior presente que uma criança poderia ganhar.

 

Qual era seu grande sonho de Natal? E qual presente decepcionava mais?

 

69 Comments

  • Tudo que eu mais queria era um PogoBol..e ganhei..uma amiga foi brincar e furou a bola…morri chorando e não ganhei outro! kkkkkkk

    • e o que mais decepcionava era os sabonetes que ganhava das tias! affff

    • Nossa… Fui uma criança sortuda. Tive o pogobol, o pense bem, o patins neon e uma caloi ceci… Tb lembro q quase morri quando ganhei a boneca gigante da Xuxa (era quase do meu tamanho!)… A gente nao era rico, mas no natal a minha vó sempre dava um jeito de dar pelo menos algum presente q a gente queria muito… Saudades desse tempo =…)

      • nossa eu tive esse boneca da xuxa, ela tinha botas 7×8 branca preta ou vermelha se não me engano!

        Tinha uma boneca que comia biscoitos tbm que eu lembro de pedir muuuito mas essa sim era bem cara… tudo que tinha pilha ou falava na época era caro…

        faltou banco imobiliário, war, hero quest (esse era TOP), jogo da vida… os jogos de tabuleiro eram beeeem legais!

  • Eu ganhei uma casinha de verdade, parecida com a foto, quando tinha 10 anos… Foi de longe o melhor presente que já ganhei! *_*

  • Hahahaha já ganhei muitos lenços e ficava muito de cara!

  • aaah para!!! o "futuro construtor" era trii massa!!!

  • Nunca esqueço de um natal que minha família fez um amigo secreto e eu queria muito uma boneca da Xuxa, aquela grandona, sabe? Aí uma tia de humor muito duvidoso me tirou e, antes de dar o presente de verdade, me deu uma mini vassoura e um mini rodo embrulhados. Quando vi o embrulho grande, já fiquei toda emocionada, achando que era a boneca. Quando vi a vassoura e o rodo não aguentei – abri mó bocão! Tem filmado todo o meu chororô e minha tia indo desesperada buscar no quarto o presente de verdade. E no fim, ganhei uma Xuxa! ahuuahuaha devia ter uns 4, 5 anos.

    • Bah você tinha a Xuxa amaldiçoada! 😮 Lembra que diziam que a bonequinha era do capeta e tal? hahaha
      Ganhar vassoura e rodo de presente era sacanagem tb!

      • Eu ganhei a Xuxa grandona… Era linda e super cara e por isso minha mãe nao deixava eu brincar com ela… Vai entender neh…

      • A boneca amaldiçoada…verdade kkkkk outro boneco q era do capeta é o fofão, lembro q diziam q dentro dele tinha um punhal com um pentagrama desenhado kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk

      • Sim, a Xuxa amaldiçoada! Quando fiquei sabendo dessas histórias de que ela andava a noite, ela ficou de castigo, num canto jogado do quarto! uahauhuahauha

  • Morri lendo esse post!!! Meu sonho era ganhar um Pogobol que na época eu chamava de Planeta Saturno, mas a minha mãe não deixava, dizia q eu iria quebrar a perna com o brinquedo…kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk

  • Vou mostrar isso a minha mãe! Nunca ganhei a casa da Barbie :/
    Minhas Barbies tinham móveis, piscina e até carro, mas casa que é bom…

    =*

    • *.* olha meu conjunto de sofá-cama da Barbie na sala da casa!

  • AHHHHHH que post lindo! <3

    Rolou lágrimas de nostalgia aqui ao ler o post e ver o vídeo da Caloi! ^^ Todo Natal eu esperava o Papai Noel trazer miinha Cecizinha roxa (que demorou anos pra vir…).

    E muito já ganhei lenços… sempre achei frustrante e inadequado…

  • Nossa, tem uma lista haha
    Na ordem:
    1) Barbie face – talvez eu hoje não seja uma maquiadora renomada por causa disso.
    2) Pogobol – Minha mãe tinha razão, eu me quebraria toda.
    3) Pense bem – Pq naquela época nem era moda ser nerd
    4) Genius – Dizem que tem pro iPad, mas não sei se era a mesma coisa.

    Acho que das coisas que mais pedia e acabei ganhando foi a banheira da barbie.. que na verdade era a maior furada pq, segunda minha mãe, você molhava a boneca e tinha que esperar dias pra brincar com ela novamente, até que ela secasse.

    Amei o post !! Bjs

  • Esse post me fez lembrar de uma infância triste que tive, quando passava Natais (?) dormindo, enquanto ouvia fogos e as crianças brincando na rua. E sem presentes. Minha família não se unia como hoje em dia… Natal era tudo muito triste. Mas hoje é minha data preferida, porque isso mudou! Família unida, gente alegre, presentes, sem dormir e posso ver os fogos.
    Todos esses presentes que você postou dos Sonhos, eu também sonhei. Lembro que tive uma Barbie na minha vida e quando meus pais iam fazer compras, me deixavam na sessão de brinquedos e ficava sonhando em ter cada uma delas. Mas me contentava com a Susi e uma chamada Cidinha hahahaha
    Meu primeiro gradiente eu não tive, mas já fiz muitas gravações no radinho velho do meu pai, a tal ponto que as gravações nem davam nem pra ouvir direito! Mas sei bem a sensação de ficar esperando tocar uma certa música no rádio para fazer a gravação rs isso era o máximo.
    Pra minha felicidade eu ganhei um patins no sorteio da Nota Fiscal, quem lembra? Hahahah
    E também tive o prazer de ter uma Caloi, ganhada do vovô! E um pogobol que meu pai me deu pagando com o PIS que ele tirou um certo ano.
    Minha infância foi triste, porque mal lembro das coisas boas que aconteceram, mas esse post me fez lembrar de muitas coisas boas. Posso não ter ganhado presentes no Natal, ter o Natal mais feliz da infância, mas ganhei outras coisas especiais durante o ano e me diverti com todas elas!
    Esse post me deixou muito feliz e emocionada…

    • #emocionei Van!!!

    • Vanessa, de certa forma eu te entendo pois também tive alguns natais assim. Mas sabe? Acho que essa coisa de Natal sempre foi supervalorizada… com pessoas felizes e brinquedos incríveis na TV. A vida real era difícil, as coisas eram caras, a inflação era enorme. Eu também gravava fitas no rádio da minha mãe (quando ela deixava) e só tive o patins da lista dos sonhos. Mais tarde tive a bicicleta, mas aí eu já estava grande.

      Mesmo assim é legal relembrar e ver que apesar de toda a crise financeira (principalmente na época em que o Collor pegou o dinheiro das pessoas) nossos pais faziam tudo que era possível para nos dar o mais próximo do que sonhávamos. Nós queríamos brinquedos para brincar e quando não tínhamos, dava pra improvisar pés de lata com lata de leite Ninho e ser feliz. Hoje em dia as crianças valorizam o ter. Elas tem toda a coleção de Hot Wheels ou de Barbies/Pollys e talvez não sejam tão felizes quanto nós fomos né?! Acho que tivemos a sorte de viver em uma época sem o bombardeio de informações da internet e era possível ser feliz com pouco. Provavelmente fomos uma das últimas gerações a ter esta alegria. São os prós e os contras do dinheiro e da tecnologia.

  • A casa da Barbie era meu sonho! Minha mãe me diz sempre que eu queria a She-ra, mas juro que não me lembro… Infelizmente não ganhei nenhum dos dois. Outra coisa que eu queria era a bonaca amaldiçoada da Xuxa. Mas era cara e não teve jeito…
    Eu tive o pense bem e lembro que brinquei muito com ele! Hoje ele não teria graça nenhuma…
    Minha decepção foi um cão de pelúcia. Nunca gostei de pelúcia… rs
    A infância dos anos 90 foi a melhor, com certeza! hhehe
    Amei o post!
    Bjos

  • Aaah, que nostalgia!
    Nunca ganhei nenhum dos brinquedos aí de cima… Meu sonho sempre foi ganhar aquela cabeça gigante da Barbie, que dava pra maquiar, mas aquilo devia ser uma fortuna na época.
    Meus pais gostavam muito de dar versões "genéricas" dos brinquedos que eu podia – alguma coisa trazida do Paraguai, normalmente! Eu ficava super frustrada, hahaha.

  • Minha infância foi no finzinho dos anos 90, mas lembro bem destes brinquedos! Lembro que uma amiga tinha essa Casa da Barbie e eu era loooouca pra ter, mas meus pais nao tinham condições de comprar…o Pogobol eu nunca brinquei porque tinha medo de cair huahua! Tem também aqueles rostos da Barbie pra maquiar, que já citaram aí nos comments, eu queria muito ter uma! E não sei se vcs lembram, mas teve a febre daquelas motos pra criança, que tinha bateria; eu achava aquilo adrenalina pura rsrsrs

  • Nossa que volta ao passado! Implorei patins, skate e pogobol pra minha mãe e ela não comprou nem deixava os meus tios comprarem por que disse que eu iria cair e me arrebentar. ¬¬ E eu ganhei muitas, muitas, MUITAS caixas de lenços bordados(pra que aquilo gente?????? Até hoje fico indignada) , sem falar das caixas de sabonetes ¬¬ e meias 🙁

  • Outro brinquedo que queria muito é o Genius que agora voltou a ser vendido. Apesar de já ser uma criança grande de 30 anos vou acabar comprando só pra minha alegria. 😀

  • Já ganhei muitaaaaaaas calcinhas e meias!! kkkk imagina a cara da criança pensando que ia ganhar uma coisa legal..e ganha um pacotinho cheio de calcinha! kkkkkkkk
    Eu já tive esses bloquinhos pra montar castelos/igrejas! rs e achava o máximo!
    Mas eu lembro até hj q o natal que eu mais gostei foi quando ganhei uma barbie, nem sei se era original! mas eu amei mesmo assim! haha
    E como você disse Tamy…tem crianças hj em dia que tem coleções completas de bonecas..mas as vezes não são felizes…e com tão pouco, nessas epocas, eu era a criança mais feliz do mundo!!
    Na minha epoca(que nem é tão antigo assim, tenho 23 anos) eu amava o Natal não só pra ganhar presentes…mas eu AMAVA ver a familia toda reunida pra comemorar..comer..conversar..brincar!! ai ai como era bom!

  • ahuahuah já brinquei muito de Pega Vareta.. OMG!!
    Saudade da minha infancia gente.. qtas vezes eu rodava a fita com lápis só voltar na musica que eu queria..
    Hj em dia a onde do momento é iphone, se vc nao tem já ficou pra tras..
    Nakela época a gente era feliz e nao sabia neh?!!
    Nunca tive Patins ou Casa da Barbie

  • Esse foi um daqueles posts do De repente 30 que faz a gente sair correndo pela rua tentando achar o portal que leva a gente de volta pro passado. Chegava o fim de novembro e o fim das aulas e essa data não saia da cabeça, saia pegando tudo que era folheto de lojas pra recortar os brinquedos e colar na cartinha do papai noel, esperar ansiosa o intervalo de Blossom pra ficar vidrada na quantidade de opções pra escolher, pra nós crianças de 90 foi muito triste ter que conviver com a mudança repentina dos valores . Oque muitas vezes nos impedia de ter algo, pois se tava caro não ganhávamos porque os pais não tinham dinheiro, se dava uma abaixada no preço, sumia das lojas. Tive um pense bem, e ainda sinto saudades de pegar a bic (ainda acho que a bic foi feita justamente pra voltar a fita) pra voltar a fita e ouvir BSB ou KLB . Foi a melhor época da minha vida, alias por todos os comentários deu pra perceber que foi a melhor de todas nós. Saudades.

  • Nossa…emocionante esse post…
    Na decada de 80 ..lembro perfeitamente no natal de 1986 meu pai me deu a caloi de presente…vermelha..do jeito que eu queria..naquela epoca sim..era muita inflacao e ele com sacrificios conseguiu comprar…
    Ja no natal de 87 ..ganhei minha primeira Barbie…era uma que vinha com um trench marron…
    Ja o natal de 88 nao me lembro que ganhei..mais em 1989 ganhei a barbie serie Familia Coracao * nao sei se vcs lembram dessa linha)…

    Agora brinquedos que eu queria e nunca tive…
    Pogoball…esse ate hoje quero…trauma pra mim por nao ter ganho….
    Supermassa ..adorava ver os comerciais na TV..nao tive pq minha mae falou que eu iria me intoxicar..
    Pense bem…quem nao queria???
    Genius…ahhhhhhhh

    Todos os brinquedos que eu tive acabei doando para uma instituicao de caridade…so fiquei com um pequeno ponney que foi presente do meu pai !

    Agora..eu gostava do pega vareta…ate hoje gosto hahahahha

    Beijos!!

  • Eu tb nao ganhei a casa da Barbie nuncaaa 🙁 e era louca por um 'casinha' daquelas q vc colocou a foto tb rsss

    O pogobol tb nao ganhei 🙁

    Em compensação ganhei algumas coisas bacanas… A Barbie Face foi inesquecivel rsss

  • NOSSA Q POST LEGAL TAMY!!! MEU SONHO ERA GANHAR UMA CASA DA BARBIE, SEMPRE QUE EU IA NA LOJA DA MÃE DE UMA AMIGA EU FICAVA BABANDO PELOS MÓVEIS, POIS NEM ELES EU TINHA, : (

  • Tamy, adoro esses posts, me identifico muito!

    Também ficava colada no som para gravar músicas que tocavam no rádio (e às vezes o dedo não era rápido o suficiente e a gravação ficava cortada hahaha), e hoje quando vejo a facilidade do mp3 penso "mas nossa, o que era aquilo!" rs… Claro que a tecnologia trouxe muitos ganhos, sem dúvida, mas não havia o excesso de informação que temos hoje.

    Bjo! 🙂

  • Acho que a nossa infância foi mesmo bem mais divertida, acho que tínhamos mais sonhos, hoje as crianças são quase adultas :/

  • Eu tive um Pense Bem!!! Como eu adorava! O problema era os livros que eram mais ou menos carinhos e eu não tinha muitos, mas era muito legal. Se duvidar ainda tenho guardado em uma caixa :p

  • Da sua lista, eu só ganhei a Cecizinha. Uma prima querida (e só uns 15 anos mais velha) me deu de presente de Natal quando eu tinha uns 7 anos. Pena que estavamos na casa dos meus tios no interior e meus pais não tinham como trazer a bicicleta pra São Paulo. Ela ficou lá um ano inteiro até meu tio poder trazer pra mim.

    Você viu a "casinha" que a Suri Cruise vai ganhar de Natal? Morri de inveja: juliapetit.com.br/casa/visitando-87

  • nossaaaaaaa….como volto no tempo com essa sua tag hahahaha
    nem sei por onde começar a falar…
    mas concordo totalmente que nossa infância foi beeeem diferente! e acho q aproveitamos mais a fase “criança” do q as de hj em dia!!!
    peguei a fase da fita k7….morria de raiva qnd notava q tinha gravado do lado errado… hahaha acaba gravando por cima de algumas músicas legais… usei mto o lápis para ajeitar rs

    e com certeza toda criança de nossa época odiava ganhar roupas no natal, qnd a expectativa era imensa pra ganhar os belos brinquedinhos!!! tbm nunca pude escolher…
    oooo tempo bom =D

  • Momento nostalgia u.u

    Não gostava muito de barbie, preferia aqueles bebezões sabe?!
    Dessa lista tive o Gradiente [ que achava o máximo ], o patins e a bicicleta que ganhei quando já estava bem grandinha! hehe

  • bah, lendo tudo isso acho que fui uma criança muito sortuda. tive pogobol, atari, bicicleta, barbie face, super massa, pense bem (meu preferido), xuxa gigante, menina flor e muuuuitas outras bonecas, e era patinadora do time do colégio. e mesmo assim, dificilmente trocava tudo isso por uma brincadeira de esconder com a gurizada da praia ou uma corrida de chinelo na água da sarjeta depois da chuva.

    • A Xuxa gigante eu tbm tive rsrsrsrs. Até boneca da jogadora Hortência eu tive.

  • Tamy do céu,

    quase desmaiei rindo do post. Eu tive o pense bem, e pense bem nisso, tenho até hoje!! Funciona e minha filhota de 13 meses já arrisca umas tecladas nele!! =D Tive também o Mini Bit da Tec toy (com cartões perfurados) e o meu primeiro gradiente na verdade foi "meu primeiro sony", as mesmas cores, as mesmas funções, mas mudava.

    Tive o supermercado da Barbie (??? uhum, vai entender) e a Ferrari da Barbie, todos tenho até hoje em perfeito estado. Enfim, meu sonho era ter a casa da Barbie, que nunca ganhei porque não era "educativo", mas tinha uma colega que tinha duas, uma montada ao lado da outra, o que na época era a mansão bilionária da Barbie. No fim, quase velha demais pra isso, ganhei a casa da Susi… blé, já tinha passado da época!!!

    Era isso, quase um texto depois, digo que amei sei post!!!
    Beijãoooo

  • Ai, Tamy! Quanta nostalgia!
    Adorei esse post! Eu realmente voltei à minha infância e nitidamente me vi brincando com essas coisas!

    Eu tive a casa da Barbie! Era um sonho! Eu brinquei demais com ela… Mas depois de um tempo, de tanto colocar minhas Barbies no balanço lateral, a estrutura que segurava o toldo dele foi abrindo e chegou um momento em que não dava pra colocar mais ninguém sentado, senão o balanço caía!

    O PenseBem eu sempre quis, mas não ganhei… e o Pogobol eu nunca tive nem a oportunidade de chegar perto de um… e queria muito também!
    Em compensação, tive a Caloi Ceci e os tais patins de prender no tênis, que toda vez que eu ia tomar impulso, eles voavam do meu pé! hahaha

    Os blocos de construtor eu também tive, mas não lembro se ganhei de Natal…
    As meias, calcinhas e lenços sempre foram um decepção como presentes! Independente da data! A minha sorte é que eu só ganhava isso de tias ou avós… Meus pais sempre me davam brinquedos em datas "importantes".

    Obrigada por esse post, Tamy! Adorei relembrar essas coisas que fizeram parte da minha infância!

  • Me identifiquei com cada palavra! Eu fiquei doente por um pense bem e super desejei o pogoball, Com casa da Barbie, eu só me permitia sonhar escondido…. Que saudade desse tempo! *—*
    Voltaria a viver essa fase sem pestanejar, ainda que fosse para ganhar lenços (no meu caso eram meias e luvas com um grande bico e frustração sem fim) =*

  • Noooossssaaaaaaaaaaaaaaa! Eu tive meu primeiro Gradiente, até outro dia estava perdido aqui em casa e eu amava. Também já encontrei muitos pacotes de lenços, aliás, pq davam lenços pra crianças?Melhor a calcinha ou meia q pelo menos se usaria rs. E os patins? Tomei muitos tombos com eles. A bicicleta? Tive e Cecizinha e a Ceci que tenho até hoje!Muito bom o post, lembrei de vários momentos da infância. Parabéns!!!

  • Bah… Eu tive um patins igual a esse da foto, era do meu pai e ganhei de "herança", a base era de ferro MESMO, muito pesada, quase não tinha força para patinar!

    Meu melhor presente de natal foi um computador. meu avô sempre trabalhou com computadores e ganhei um quando tinha 8 anos, em baixo da árvore tinham muitos embrulhos com o meu nome, um para cada pedaço – gabinete, monitor, teclado e uma caixa de disquetes daqueles grandões de papel (não tinha mouse, era 1993!). A tela dele era verde e preta, não podia ficar ligado o tempo todo porque esquentava e não dava pra fazer quase nada. Cada vez que ia ligar eu tinha que pedir para o meu pai… Mas eu achava o máximo!

  • nooooooossa adorei!!! acho que até hj sonho com a casa da Barbie.. lembro que tinha coleção das bonecas, ganhava duas por ano (aniversário e natal), mas só se fosse bem na escola.. hj penso que se meus pais tivessem me dado 1 ou 2 barbies, com o $ que gastaram com as outras talvez pudessem ter comprado a casa sonho! *_*
    enfim, eu nunca tive casa de bonecas, mas tinha uns móveis de madeira bem legais e eu montava uma super mansão no chão do quarto, era lindo! saudade disso tudo.. brinquei até meus 15 anos +ou- qdo tinha um total de 14 barbies =D guardei elas por um tempo e depois resolvi doar tudo.. acredito ter feito várias meninas bem felizes!

  • Tamy do céu, enchi o olhão lendo o post!

    Eu era uma criança "diferente", pois sempre, sempre, sempre, gostava dos brinquedos mais de CDF e sempre fui zoada por isso hahahaha

    Bem, dos presentes dos posts:

    Pogobol: foi o meu sonho ter esse brinquedo e sair alocka pulando pelas calçadas da vizinhança, mas nunca tive – porém brinquei com o de uma amiga, win hahahaha

    Patins: ganhei o meu primeiro patins com 5 anos, lembro que a minha mãe quase espancou o meu pai pela ideia de dar algo perigoso assim para uma criança tão pequena. Comecei a andar com 5-6 anos, depois o meu sonho virou ter um patins com bota, a minha mãe comprou um usado e foi a minha alegria por anos. Depois a moda era o roller e nessa época os meus pais já eram divorciados, dai como era o meu sonho de consumo o meu pai E a minha mãe me deram um, ou seja, fiquei com dois hahahaha e foi a minha sorte, pois um foi roubado na semana seguinte +_+ O curioso é que nunca quebrei nem um osso sequer e andei de patins desde pequena, acho que o brinquedo era detonado e mal dito por nada, pobre coitado 😛

    Caloi: eu tive uma Caloi quando eu já tinha os meus 10 anos, branquinha e com cestinha. O pior é que eu queria ter aquelas bicicletas mountain bike, quem lembra? Mas tinha que ser uma mountain bike em verde neon – e essa eu nunca tive;

    Meu primeiro gradiente: eu amaaaava isso, ganhei da minha tia quando era pequenininha e era o meu brinquedo favorito;

    Os brinquedos de construir eram bem legais, mas não tão legais para ganhar no natal… definitivamente hahahaha

    Eu lembro que em um natal o meu sonho era ter um kit de carimbos de bichinhos e ganhei uma boneca, porque a minha mãe achava linda, aquela tal de Meu Bebê, quase chorei quando ganhei, pois nunca gostei de boneca 🙁

    Vi uma leitora comentando de natais tristes e os meus também não foram os de filme. Meus pais se divorciaram quando eu tinha 7 anos e não lembro de nenhum natal enquanto eram casados. Depois do divórcio a data tinha aquele gosto de tristeza e de algo faltando sabe? Dai acaba que hoje em dia não é uma data que eu tenha muito apego emocional 🙁 ~traumas~

    Ai Tamy, obrigadão pelo post, pois me fez suspirar com as lembranças da infância, época que a gente aproveitava, brincava e que existia inocência na criançada ainda 🙂

    Beijo enorme!

  • Foi meu primeiro aparelho de som!!! HAHAHAH

    Como eu amava esse gradiente <3 A gente ainda podia cantar no microfone… O TERROR!

  • Ai Tamy, me diverti muito lendo esse post, voltei totalmente a minha infância, nossa, eu queria tudo isso…. a casa da Barbie era o sonho de todas as meninas, a minha mão não podia me dar a casa, então ela me deu vários móveis de madeira, era bem legal….
    E o pense bem ? Eu como nerd que sou era apaixonada por ele já naquela época, minhas primas tinham e eu amava brincar…
    Pelo menos a Ceci eu consegui ter, com muito esforço….
    Meu patins eu tb consegui ter… mas já era de botinha, aqueles da Babuch branquinhos…
    Mas o que eu queria e nunca consegui ganhar foi o boneco do Baby… eu era apaixonada pelo boneco do Baby, mas não consegui ter um…..

  • kkkkk… eu tive uma bicicleta Caloi rosa. Como eu amava minha bicicleta e como levei tombos com ela. kkkkkkk <3 :$

  • Adoro quando você faz esses posts. Natal para mim também naquela época tinha um significado mágico. Embora eu fosse de família muito pobre, e soubesse que dificilmente ia ganhar algo tão bacana, esperava ansiosamente esse dia, claro, tendo me comportado bem e praticamente fechado todas as notas no 3º semestre, rsrs … Minha família cultivava esse espírito sabe, eu tentava ficar acordada para ver o papai noel passar de trenó a meia noite, mas claro, dormia, rsrs e aí sempre tinha um presentinho, como caça varetas e tal, rsrs …

  • Minha primeira Barbie ganhei da patroa da minha mãe, era tão linda. Minha primeira bicicleta eu já estava bem crescidinha e não foi a cecizinha ou a caloi pois elas eram bem caras, mas fiquei super feliz também. Eu aprendi a patinar nesses patins de quatro rodas, rsrs … muito bom. Logo que inventaram os patins inline, eu não saia da pista de patinação que tinha no shopping eldorado aqui em SP, programa garantido no final de semana, rsrs …
    Tenho a impressão que hoje em dia, tirando as crianças de colo, as outras já não acreditam mais nessas magias e fantasias que acredito que foram muito saúdaveis na minha infância. Talvez pela facilidade de informações mesmo, a internet e tal, acho que as crianças estão muito adultas. Saudades master daquele tempo =)

  • Acho que até hoje ainda sonho com a casa ou o trailer da barbie… 🙂

  • puxa eu nem sonhava com essa casinha de madeira, curtia muito qd tinha em algum parquinho q eu ia, sonhava com aquela de pano com estrutura de metal e estampa da barbie..

    de td q vc falou só ganhei os bloquinhos de montar "igrejinhas" adorava brincar com eles!

    bJUh

  • Nossa era doida pra ter essa casa da Barbie,mas o máximo que ganhei foi uma "casa" que fechava e virava uma maleta (bom já era alguma coisa).Nunca quis o pogobol nem a bicicleta,mas era doida num mini buggy que eu via nas revistinhas da Turma da Mônica que eu nem preciso dizer que nunca ganhei.Os patins ganhei quando tinha uns 11 anos e amava,se pudesse ia de patins pra tudo quanto era canto.Mas as minhas maiores frustrações são sem dúvida o meu primeiro gradiente e o pense bem…era louca pra ganhar um e nunca ganhei.Fiquei mais fula da vida depois que descobri que a minha cunhada tem um!!Depois meu namorado fica falando que é pobrinho!!A irmã dele tem um brinquedo que meu pai nunca pode me comprar e ele que é o pobrinho?Há controvérsias!!
    Amava esses bloquinhos que montavam casinhas.Mas confesso que na época preferia ganhar LEGO, que eu nunca ganhei por sinal,sou louca pra ter um balde de lego até hj.

  • Amei o post!!!! eu tive o pense bem, era muitooo legal!!! mas o Pogobol minha mãe não deixou ter, dizia que todo mundo quebra a perna.
    Mas meu grande sonho era ter aquele carro que aquele menino rico do Carrossel tinha, amigo da Maria Joaquina kkkkkk. Claro que seria impossível pro meus pais me deram algo assim, mas acha o melhor brinquedo da época.

  • Muito bom o post! aheuhaeuaheuaheuaheuhaea
    Eu ganhei a casa da Barbie, do "Papai Noel", quando eu tinha 6 anos =)) . Não sei quanto custava, mas minha mãe tava longe de ser dona de uma rede de supermercados ou qualquer coisa do tipo! aheuhaeuha

  • Genteee, acho que a casa da Barbie é meu sonho de consumo até hoje!!! hahahah

  • Meu sonho era ter a casa da Barbie, mas nunca ganhei pq meu pai não tinha dindin para compra = /

  • hahaha, todas as vezes que eu ganhava pega vareta minha mãe pegava e escondia!!! ela dizia que era perigoso!

  • Mas queee injustiça com os bloquinhos do futuro construtor! Era de longe um dos brinquedos que mais me divertia quando era criança, hahaha!

  • O meu pai tinha o meu primeiro gradiente e a minha tia tinha aqueles patins, que acabaram sendo os únicos patins que acabaram sobrevivendo e foram passados pra mim. Mas pior que ganhar calcinha de natal é ganhar pano de prato meio usado no amigo secreto.

  • Mas concordo os bloquinhos construtores são legais, não sou dessa época mas cheguei a brincar mt

  • geeente! menina, eu sei que esse post já foi… mas eu precisava comentar!!! que legal esse post! eu chamaria de matéria, pq quem pensaria nisso de forma tão singular, delicada??! – isso foi um elogia, tá? 😀 ficou fofo demais…
    Eu tive a casa da Barbie, acredita??? Igualzinha a da foto!!! Mas moooorro de arrependimento quando lembro que meu pai me convenceu doá-la para uma prima mais nova (td bem que eu já estava grande) e ela nem gostou! nem sei oq ela fez :/ … Essa memória me levou de volta à infância! Eu tinha tanto carinho pela casa… Obrigada pelo post lindo!!! Bjos!

  • meuuuu deuuuus Tamy!!!!!!!!!! eu AMEI esse post!!!!!!!!!!!!!!!!!!!! Sempre quis a casa da Barbie ou uma casa grande!!!!!!!!!!!! meu deusssssssssssssssssssssssss, que nostalgiaaaaaaaaaaaaaa, eu nunca consegui nada!!! rs….=////

    obrigada

  • hahahaha fantástico esse ‘post’ ADOREI reler!!
    Pogobol era o meu preferido! e nunca tive usava da minha amiga (no $)

  • AMEI os coraçõezinhos quebrados/partidos!! hahahaha muito BOM 😀

  • Ahhh eu adoro esses posts nostálgicos, como tenho uma idade aproximada da sua, adoro relembrar essas coisas…
    Eu tinha tmb a casa da Barbie… e nunca fui rica!! Vó é uma delicia né… Mas tinha tmb as decepções de natal… Não tinha brinquedo ruim pra mim… brincava com oq aparecia…

    Bjoo.. Parabens pelo Blog…

  • Eu tinha a casa da Barbie, o Meu Primeiro Gradiente e os patins de amarrar! Tive uma Caloi também (aí eu já estava um pouquinho mais velha), mas era uma antiga que tinha sido da minha mãe, branca com florzinhas vermelhas e cestinha. Eu amava!
    Ah, minha família está longe de ser rica!

    Meu sonho era ter um pônei (?) e um mini buggy pra ir pra escola tirando onda hahahahaha. Claro que eu nunca ganhei nenhum deles 😛

  • kkkk o meu maior sonho era ganhar esses blocos q vc pôs como decepção número 1.

publicidade

Histórico de posts