mar 8, 2017
Tamy

Como comemorar o Dia Internacional da Mulher

Se você é mulher, provavelmente acordou neste 08 de março com o Whatsapp cheio de mensagens floridas anunciando o quanto você é especial. Seu e-mail  lotou com descontos em comemoração ao seu dia. Tem até uma livraria famosa que está dando 50% de desconto nos livros, mas só nos romances, esotéricos e autoajuda, ok? Se você quiser livros sobre exatas, idiomas e tecnologia, terá que pagar o valor normal, pois está se metendo em território que não lhe pertence.

O Dia Internacional da Mulher nasceu como uma data de luta, há muitas versões da origem histórica mas todas convergem para um ponto: mulheres descontentes com a desigualdade no século 19. Os séculos passaram, a tecnologia avançou, a humanidade evoluiu e o mercado usou o tempo e o esquecimento para tentar converter a data em uma algo comercial: primeiro com bombons e flores, depois sapatos e maquiagem e agora, como estamos “espertinhas”, livros com desconto.

Apesar dos inúmeros esforços em distorcer a data, seu significado permanece. Hoje as mulheres se unem em busca de mais respeito e igualdade. Entendem que não são inimigas e não estão concorrendo entre si, mas lutando juntas em um mundo em que somente o segundo lugar lhes é permitido. O mundo parece diferente porque estamos lutando, nos unindo, nos informando e nos ajudando. Mas segue igual nas imposições e dificuldades.

O machismo clássico se reinventou, não usa mais dos velhos clichês. O novo machista desconstruidão lava a louça, coloca glitter na barba e “ajuda” em casa, mas agride a guria que não quis saber dele no bloquinho, faz comentários para acabar com a autoestima da companheira, fiscaliza os contatos do celular, ridiculariza mulheres por suas ideias e quando encontra uma mina com um discurso mais inteligente que o dele, trata logo de desviar o assunto, tenta mostrar que sabe mais ou joga tudo na vala comum do #mimimi (antes conhecido como “está de TPM” mas o descostruidão sabe que é errado usar essa expressão).

Os mesmos presentes, a mesma homenagem da empresa que só promove homens aos cargos de gerência mas paga manicure na semana da mulher, as mesmas marcas querendo usar a data para vender produtos que tornam a mulher “mais feminina”. O que há de diferente nesse 08/03/2017? Mais e mais mulheres despertam para seus direitos e unidas somos mais fortes!

Comemore esse e os outros dias do ano ! Apóie, ensine algo, compartilhe ideias, indique, contrate, dê carona, caminhe junto, elogie, incentive! Séculos de subordinação fizeram com que muitas de nós esquecer de seu potencial, ajude uma mulher a se lembrar o quanto ela pode conquistar.

– – –

Nesse 08 de Março, participe do movimento mundial International Women’s Strike em sua cidade. No Brasil, a Parada das Mulheres Brasileiras acontece em várias cidades, você encontra mais informações aqui . Vamos juntas!

#NenhumDireitoAMenos
#TodasVivas

#EuParo
#ParadaBrasileiraDeMulheres
#8MBR
#NiUnaMenos
#VivaNosQueremos

4 Comments

  • Por isso que sou sua fã <3

    • <3 obrigada pelo apoio de hoje e sempre < 3

  • Sinceramente? o melhor post sobre o tema! no governo da Suiça celebraram o dia da mulher fazendo tricot – todos os homens do governo tiraram fotos fazendo tricot… pode??
    Obrigada pelo post! gosto muito do conteudo do seu blog! Um abraço desde Barcelona.

  • Sororidade

Leave a comment

publicidade

Histórico de posts