Browsing articles in "Viagem"
jul 7, 2016
Tamy

Grécia: os mosteiros de Meteora

Quando se fala em Grécia, a primeira coisa em que a maioria das pessoas pensa é Santorini, mas o país é cheio de lugares mágicos e encantadores, alguns ainda pouco explorados como Meteora.

Meteora Grécia

O complexo com 7 mosteiros (1 inativo) é considerado Patrimônio da Humanidade pela UNESCO e fica em uma formação rochosa onde antes ficava um lago, é possível encontrar fósseis de peixes e conchas. Meteora fica a cerca de 350km de Atenas e é acessível apenas por trem, ônibus ou carro. A vila mais próxima é Kalabáka.

Meteora Grécia

Não se sabe exatamente quando os mosteiros foram fundados, acredita-se que os primeiros monges chegaram no século XI e para fugir do ataque dos turcos, escavaram as rochas, colocando pequenos degraus de madeira. Depois de construídos os mosteiros, as escadas eram derrubadas e o acesso só era possível por uma escada de corda que era lançada apenas para convidados. A escada e um balaio por onde subiam os mantimentos eram arremessados de um balcão como o da foto acima que é original e ainda em funcionamento.

Mosteiro Meteora Grécia

Gato Meteora Grécia

Apesar de parecerem pequeninos ao longe, os mosteiros são imensos, abrigam igrejas com afrescos belíssimos e escrituras originais do cristianismo primitivo. Hoje funcionam 6 mosteiros, sendo 4 de monges e 2 de freiras.

Eles vivem em isolamento e não apreciam o contato com os turistas, por isso no verão se mudam para outros mosteiros. Se não é possível ver os monges, ao menos se encontram muitos gatos, pássaros e flores por todo canto.

As freiras são mais acessíveis e até conversam um pouco (com quem fala grego, não é meu caso).

Meteora Grécia

Para entrar, as mulheres devem vestir saia ou vestido abaixo do joelho (nada de calça) e cobrir os ombros. Os homens precisam vestir calças. A entrada custa entre 2 e 3 euros (depende do local). Cada um deles fecha um dia durante a semana, é bom verificar o horário antes de visitar.

Fiquei hospedada em Kalabáka, vilarejo próximo que foi quase que completamente destruído pelos nazistas e reconstruído recentemente com a descoberta dos mosteiros. Inicialmente haviam muitos muçulmanos, que agora convivem com a Igreja Ortodoxa Grega.

A vista norturna é linda e misteriosa. Se você pensa em visitar a Grécia, recomendo Meteora e no caminho você ainda pode conhecer Delphos. Ideal para quem adora roteiros místicos!

Look 027/2016:

• Cardigã Daiane Store
• Top de crochê feito pela minha mãe <3
• Saia Farm
• Colar Parco
• Lenço da Turquia
• Óculos de brechó
• Bolsa Dom Zé
• Sandália Renner

jun 30, 2016
Tamy

Grécia: Atenas e Acrópole

Quem me segue nas redes sociais já sabe que eu fugi do inverno gaúcho e estou na Grécia curtindo o calor. Se você não me segue, ainda dá tempo de adicionar no Instagram @derepentetamy, no Facebook /derepentetamyblog e no Snapchat derepentetamy 😛 (plim plim, cabou comercial).

Tenho postado várias coisas lá, pois é mais fácil com o celular que baixar fotos e tchananã.

Minha viagem começou por Atenas, onde me perdi no entorno da Acrópole e tive uma agradável surpresa com uma capital cheia de encanto. Não que eu esperasse uma cidade feia, só não pensava em encontrar cantinhos como esse aqui em pleno centro turístico (que geralmente é um pouco caótico).

tamy_atenas_blog7

tamy_atenas_blog1

Essa é minha companheira de viagem: minha mãe.

tamy_atenas_blog8

tamy_atenas_blog6

(Tem muitos gatos por aqui e hoje descobri o motivo, conto pra vocês em outro post)

Atenas é cheia de histórias, mitologia e ruínas que inspiram. Como fui bem cedo, consegui algumas boas fotos. Quando estava indo embora tinha tanta gente que mal podia acreditar que era o mesmo lugar /o\

tamy_atenas_blog4

tamy_atenas_blog2

tamy_atenas_blog13

tamy_atenas_blog11

tamy_atenas_blog12

tamy_atenas_blog3

O look fresquinho me ajudou a enfrentar 11km de caminhada (foi isso que andei ontem!). Como vocês sabem, adoro roupa branca e aqui é o melhor país para vestir branco 😛

Look /2016

• Blusa Riachuelo
• Short Farm
• Óculos Moon da loja Quem te viu, quem te vê
• Bolsa Dom Zé
• Alpargata Renner

fev 10, 2016
Tamy

Filmes e documentários para quem ama viajar

Adora viajar e está planejando o próximo roteiro? Precisa economizar para a viagem e não pode sair com os amigos? O Netflix tem ótimas opções para os viajantes aproveitarem os momentos em casa para aprender um pouco sobre a cultura, costumes e até os golpes do próximo destino.

Passaporte – ops – controle remoto na mão e venha comigo!

O Mundo Segundo os Brasileiros

Em episódios de 50 minutos de duração, “O Mundo Segundo os Brasileiros” é um reality show inspirado no argentino “Clase Turista” que mostra destinos no mundo todo sob a ótica de brasileiros que vivem nesses países.

Originalmente o programa é transmitido pela Band e o Netflix tem apenas uma temporada disponível. Mas vale a pena assistir e sonhar com as próximas viagens. Graças ao programa incluí Malta, Marrocos e Panamá em minha lista de desejos 🙂

O interessante é que cada pessoa retrata o país com um ponto de vista, então há opções para todos os gostos. Também é bacana rever depois de viajar! Vi algumas pessoas e lugares que visitei, foi muito bacana!

Capitais do Delito

O nome já anuncia: ele não é tão lindo e convidativo quanto os tradicionais programas de turismo. 😛 Mas vale a pena assistir um pouco de Capitais do Delito antes de viajar. Nele esse moço bonito aí de baixo, o Conor Woodman, viaja em busca dos principais golpes em destinos turísticos famosos.

Quem pensa que golpes e pessoas tentando tirar vantagem de uma situação são exclusividade brasileira, precisa assistir alguns episódios. E claro, se o seu próximo destino está na lista, não custa prevenir né?!

Diários de Motocicleta

Esse é para quem está planejar viajar pela América Latina. Apaixone-se com o jovem Che Guevara e seu amigo Alberto Granado em uma aventura sobre duas rodas pela Argentina, Chile, Peru, Colômbia e Venezuela.

Recomendo principalmente para quem pretende visitar Machu Picchu. É muito legal subir ao Intipunku (Portal do Sol) e apreciar a primeira vista da cidade que eles tiveram ao chegar.

A direção é do brasileiro Walter Salles e a canção Al otro lado del río de Jorge Drexler ( <3 ) venceu o Oscar em 2005.

Na Natureza Selvagem

ama viajar

Já pensou em largar tudo e fazer um mochilão por aí? Foi isso que Christopher McCandless fez ao terminar a faculdade. Ele viaja pelos EUA e pelo México até chegar ao Alasca.

Ao som de Eddie Vedder e com paisagens de tirar o fôlego, você acompanha a trajetória e o destino de Christopher nesse filme biográfico emocionante que dá vontade de colocar a mochila nas costas e sair por aí 🙂

Adora viajar e tem dicas imperdíveis para quem está se planejando? Deixe nos comentários. Vamos adorar sua colaboração! 🙂

jan 27, 2016
Tamy

Tatuagem com bambu na Tailândia

Sak Yant, é uma forma sagrada de tatuagem que evoca poderes místicos. São mantras e orações que trazem proteção. Apesar da origem indiana, foi na Tailândia que esse tipo de tatuagem se popularizou.
A tatuagem com bambu com a finalidade de proteção deve ser realizada por monges budistas em templos e para que funcione há cinco preceitos a serem seguidos: não matar, não roubar, não mentir, não ingerir álcool e não se intoxicar pela luxúria. Há desenhos específicos que só devem ser realizados na parte de cima do corpo. Um dos mais famosos é a tatuagem de Angelina Jolie.

Com a popularização desse tipo de tatuagem na Tailândia, muitos estúdios passaram a tatuar com bambu. Eu conhecia a técnica, mas nunca me interessei pelo assunto, porque brasileiros ~entendidos~ de tatuagem costumam falar que o traço fica grosseiro e sem precisão.

Tatuar na Tailândia? Ficou louca?

Tatuagem com bambu na Tailândia

Não tinha a intenção de fazer uma tatuagem quando viajei. Mas aconteceu de eu estar parada de bobeira esperando uma pessoa em Phi Phi Don quando o marido começou a conversar com um cara inglês em um estúdio (muitos estúdios tem um estrangeiro para fazer propagenda).

Fui ver qual era e ele mostrou o desenho feito no braço no dia anterior. O traço era lindo, detalhado, preciso e não havia casquinha ou irritação. Foi assim que me rendi à tatuagem tailandesa.

Como faltavam poucos dias para voltar ao Brasil e algumas economias estavam sobrando (!!!), pensei sobre o assunto e calculei que se ficasse dois dias comendo só 7 Eleven (que é tipo um AP PM só que muito barato), daria pra fazer a tatuagem.

Como é feita a tatuagem com bambu

Tatuagem com bambu na Tailândia

O estúdio que escolhi (Devil Pin Tattoo) faz tatuagens tanto com máquina quanto bambu. A agulha é a mesma e o material é descartável, tudo direitinho e limpinho. A diferença é que a maquininha barulhenta e irritante é substituída por um pedaço de bambu e o tatuador faz o traço ponto a ponto.

 

Dói muito?

Tatuagem com bambu na Tailândia

A tatuagem com bambu é quase indolor, em alguns pontos irritou um pouco mas nada próximo ao desenho usando a máquina. Dói menos que fazer a sobrancelha.
A pele não sangra como no processo comum e o processo de cicatrização é rápido e bem mais tranquilo. Meu desenho levou cerca de 4 horas para ficar pronto. O do marido que é grande e colorido levou quase 7 horas.

Cicatrização

Ao contrário da tatuagem comum, a tatuagem com bambu exige poucos cuidados. Não é preciso fazer curativo, nem proteger o local. A única recomendação é lavar pelo menos uma vez ao dia, passar vaselina e protetor solar caso vá se expor ao sol.
Horas depois de tatuada, a pele estava com aparência normal e parecia que o desenho estava ali há anos. Tomei banho de mar no mesmo dia e não tive problemas.
O melhor é que não ficam casquinhas e a irritação é mínima,

Meu desenho

Tatuagem com bambu na Tailândia

Queria escolher um desenho tradicional, mas como havia pesquisado sobre o significado da Sak Yant, achei que não seria o mais adequado para uma ocidental. Então vi alguns desenhos do tatuador e pedi a ele que adaptasse um dos que mais gostei para fazer entre os seios. O estilo de desenho é o que os tailandeses usam.

Minha tatuagem é uma flor de lótus, que no oriente significa a pureza do corpo e da mente, a pureza espiritual. Vi muitas pela Tailândia e pelo Camboja e me encantei.

A flor de lótus nasce na lama e seu caule se eleva, buscando a luz. A água lodosa
representa o apego e os desejos materiais, a flor é a busca pela luz, pela pureza e elevação espiritual. O botão significa as infinitas possibilidades de evolução espiritual do ser humano.

Embora eu não fale muito sobre espiritualidade por aqui, é um desenho que representa muito do que eu busco e acredito.

nov 30, 2015
Tamy

Tailândia: Maya Bay, cenário do filme “A Praia” – parte 2

Faz uma semana que voltei de viagem e a saudade já está batendo. Hoje posto as últimas fotos com look e mais adiante farei posts com guias para quem pensa em conhecer a Tailândia e o Camboja.

Foi uma viagem mágica, com direito a cenários de filmes, banho de rio com elefantes, praia com macacos, tatuagem de bambu e muita comida apimentada. Ainda não sei como vou viver sem Thai Massage 🙁

Sem dúvida um dos lugares mais lindos que visitamos foi a Maya Bay. Como passei a noite lá, tenho mais algumas fotos para dividir com vocês.

Procurando Dory? Eu já achei! Ela e a família 😛

A água é dessa cor inacreditável e tem peixes com cor de arco-íris! Não consegui pegar em fotos, mas espero que apareça nos vídeos.

Olhaí meus companheiros de viagem 🙂 E para finalizar os posts na Tailândia, a foto clássica do filme “A Praia”, nela tem canadense, romeno, russo, australiano, americano, sueco, brasileiro (outros além da gente) e claro, tailandeses.

Voltei apaixonada pela Tailândia e espero um dia poder voltar. Para lidar com a depressão pós-férias, já estou planejando o próximo destino. Alguém tem sugestões? Já tenho alguns lugares em mente! 🙂

• Quimono Asos
• Maiô FJ Praia
• Óculos Otto

Páginas:«12345678»

publicidade

Histórico de posts