Browsing articles in "Look da Litha"
jan 15, 2014

Look da Litha: mistura de estampas, calça colorida e transparência

look plus size - Litha Bacchi

look plus size - Litha Bacchi

Agora que eu tenho um namorado pra incomodar pedindo fotos vou poder postar look mais seguido! Ele é tão bonzinho que será devidamente explorado para esses fins hohoho (mas eu retribuo com comida, it’s a win/win game).

Tenham em mente que aqui onde eu moro é inverno, mas acho que dá pra aplicar a ideia se vocês imaginarem a blusa sendo de manga curta. Usei esse look pro aniversário de uma amiga, coisa simples.

Esse sapato da ASOS é lindo e diferentão mas extremamente desconfortável. O Brasil ainda produz calçados muuuuuito melhores! Não tem comparação.

• Blusa Primark
• Calça Forever 21
• Sapato ASOS
• Jaqueta Primark
• Cachecol Primark
• Bolsa Renner
• Anéis H&M
• Óculos de sol 1 Pound Land (aquelas lojas onde tudo, TUDO, é 1 libra)

ago 15, 2013

Look da Litha: casaco militar vintage

Olá bonitas! Desculpa pelo sumiço, raramente tenho alguém pra me fotografar então fico devendo o look do dia… Hoje fui jantar com meu pai, que está aqui me visitando, e ele tirou fotos pra mim 🙂

Esse casaco militar eu encontrei num brechó em Camden Town, é vintage de verdade! Ele é masculino mas acho que funcionou bem 🙂 Esse batom era pra ser bordô, mas na foto saiu um pouco mais claro do que realmente é. Como ando usando delineador todos os dias nos olhos (estou trabalhando numa casa de chá onde preciso me vestir de pin up!) hoje eu resolvi dar um tempo e deixar o olho sem nada além de rímel. Quase nem me senti a mesma pessoa! haha

A parte divertida dos brechós daqui é que tem muita peça de época. E o preço nem é absurdo, como seria no Brasil. Esse casaco foi 20 libras! Mesmo fazendo a conversão, continua com um preço muito bom! Para quem vem à Londres, o mercado Camden Lock é imperdível (farei um post sobre ele e seus brechós em breve!).

• Blusa Primark
• Bermuda Forever 21
• Bota New Look
• Casaco Brechó
• Bolsa Primark
• Anel Loja Lo-litha

Quem aí se joga em brechó, militarismo e peças masculinas?

jun 28, 2013

Look da Litha – vestido coladinho sim!

Hoje tem gorda de vestido coladinho!
Esse vestido de 15 libras da Primark é um dos amores da minha vida (tanto que também tenho ele em preto) e um grande escolhido pra sair à noite por aqui (notem que no verão em Londres só anoitece às 22h! É muito maluco!). Ele tem cara de vestido estruturado mas é de malha, confortável e não precisa passar a ferro…. Ah, Primark, como eu te amo!

Esse cinto também é outro grande amor. Eu uso ele com tudo, chega a ser até meio entediante… Mas é que eu adoro a silhueta que ele cria (e como ajusta toda roupa que não acompanha minha cinturinha, algo indispensável no meu look brasileira corpão violão). Daqui a pouco ele vai criar pernas e sair correndo.

• Vestido Primark
• Blazer Primark
• Clutch Mezzo Porto
• Cinto Loja Mulherão
• Anel Renner
• Sapato Renner

maio 23, 2013

O ruivo da Litha

Peça a uma louca por cabelos pra falar sobre o seu cabelo e seu pedido será prontamente atendido!

Pra começar, uma foto do meu cabelo virgem (a foto é de 2003 e eu não vejo a cor original dele desde 2004).
Quem me conhece há mais tempo, sabe que eu já tive cabelo de tudo que é cor. A minha média de troca de cor por ano (de 2005 a 2011) é de 2.85 (ou seja, quase 3 cores por ano).

Como dá pra ver, em 2010-2011 eu exagerei “só um pouquinho”. Em novembro pintei de ruivo e decidi deixar ele em paz. Ele estava extremamente danificado. Meu cabelo nem sequer crescia mais há um bom tempo, pois as pontas quebravam antes que ele pudesse ganhar comprimento. Estava há horas querendo um cabelão longo, então comecei uma jornada para recuperá-lo. Aboli completamente trocas de cor, secador de cabelo, chapinha e baby liss.

Meu cabelo é naturalmente crespo, mas com tanta química ele se tornou disforme, uns pedaços lisos, outros ondulados, a raiz mais crespa… O quadro da dor. Juntei a necessidade de domá-lo com a minha paixão por cabelos retrô e adotei a técnica do pin curling (segui esse tutorial). O bom do pin curling é que não danifica em nada o cabelo, pois não necessita de calor.

Mantive essa disciplina até agosto de 2012, quando vim para a Europa e acabei deixando meus grampos de pin curling no Brasil, devido ao espaço reduzido na minha mala. A partir de então, acabei tendo que voltar pros métodos com calor. Mas o tempo que eu dei ao cabelo foi o suficiente, pois ele cresceu e ficou muito mais saudável.

No momento eu tenho usado a chapinha para fazer cachos, pois os meus naturais nunca mais voltaram (ô dó! adoro um cabelo crespo!). Se vocês quiserem faço um tutorial uma hora dessas 😉

Quanto à tinta, estou usando uma de farmácia mesmo. Toda ruiva falsa passa por 1 milhão de tonalidades antes de achar a sua, não é verdade? Eu testei várias tintas e acabei encontrando a L’Oreal Feria 7.4 (acho que não vende no Brasil, infelizmente).

Acho que é a primeira vez que fico fiel a algum ruivo. A tinta original era pra ser mais cobre, mas no meu cabelo fica um pouquinho mais escura e menos laranja. Eu gosto do resultado final mais do que a cor da caixinha, na verdade.

Uma caixinha só não daria para tingir meu cabelo inteiro. Eu uso apenas uma, da seguinte forma: encho de tinta na raiz, e o que sobra eu passo aleatoriamente pelo resto do cabelo. Eu gosto do efeito que dá, fica com uns reflexos mais claros sem ficar com “listras”, além de que danifica menos do que se eu pintasse ele inteiro todas as vezes.

Espero ter matado a curiosidade de vocês 😀 . Quem aí foi ou é ruiva de farmácia também?

maio 13, 2013

Look da Litha: calça estampada em mulheres plus size

Hoje é dia de causar! Peguei a minha “bundona” 😛 e coloquei numa calça estampada como se não houvesse amanhã (leia este post para entender). Aviso de antemão que comentários falando que ela engorda não serão respondidos porque estarei ocupada bocejando 😀 (mas gente, é piadinha, vocês tem toda a liberdade de odiar o look, tá?).

• Calça, regata e blazer: Primark
• Colar e sapato: C&A
• Carteira: Mezzo Porto

“When it comes to dressing myself, I live by a very simple principle. I am fat, therefore, (…) I look fat in everything; consequently, I can wear anything.” – Kim Selling

Páginas:«12345»

publicidade

Histórico de posts