Browsing articles in "Animais"
jun 7, 2017
Tamy

Gatinhas para adoção

Em um certo domingo de outubro de 2016, eu dormia tranquilamente quando escutei um barulhão de algo caindo do forro do quarto, seguido de um grito que não consegui identificar. Até então, achava que estava lidando com gambás que se esconderam no forro e pensava em como capturá-los para levar a um lugar mais apropriado. Achei que o gambá tinha se machucado e como iria fazer para ajudar.

Mais tarde, quando fui trocar de roupa, encontrei um micro-gatinho escondido em um canto do closet e entendi. O grito tinha sido a mãe-gata preocupada com o bebê que caiu em território desconhecido. Devolvi o bebê e tentei capturar toda a família que vivia no forro, mas a gata levou os bebês embora e fiquei sem notícias.

Meses mais tarde, reencontrei o bebê que caiu do forro em uma casa abandonada próxima da minha. Descobri que era uma menina e que agora tinha 5 gatinhos. Até hoje chamo ela de Trevosinha, porque a gata era muito feroz, agora é linda e querida.

A Trevosinha teve 4 meninas e 1 menino, mas já está grávida de novo. Sua mãe (que agora chamo de avó) teve cria novamente e está escondendo em algum lugar. Se você fizer as contas, mesmo que seja de humanas como eu, rapidamente perceberá que logo teremos dezenas de gatos famintos e doentes. Passando frio, dificuldades e maus tratos. 🙁

Isso me assustou e decidi capturar as bebês para doação. Duas já foram, uma está aguardando o retorno da adotante, mas ainda restam duas que estão na minha casa aguardando um novo lar.

Infelizmente não tenho como fornecer todos os cuidados que elas precisariam como castração e vacinas, já que além dessas 7 gatas, ainda tenho meus 3 cães e em breve terei mais bebês para encaminhar. Por isso peço a ajuda de vocês para divulgar e encontrar lares quentinhos e felizes para essas duas adolescentes, que ainda são um pouco assustadas por não ter muito contato humano, mas que tem muito amor para dar.

Essa nós apelidamos de Fifi, ela é acessível e adora brincar.

Essa é a Mimi, mais tímida e cheia de brincadeiras muito engraçadas.

Se você mora em Porto Alegre  e quer uma nova amiga, entre em contato aqui ou pelo e-mail derepentetamy@gmail.com ou divulgue para seus amigos que procuram uma gatinha para encher de amor.

ago 21, 2015

Book Fotográfico Felino

Olá! Aqui é a Giane, que escreve todo o mês para vocês a coluna Vibe do Mês. Além de Astróloga e Taróloga, sou também gateira e há anos venho me especializando em fotografia felina.

 

Este mês, infelizmente, duas de minhas gatinhas ficaram doentes, precisando de internação e uma delas até mesmo de cirurgia. Para poder ajudar a cobrir as despesas médicas, resolvi lançar
uma ultra-hiper-mega promoção de book fotográfico felino (45% de desconto!), para a cidade de Porto Alegre.

São fotos realizadas com equipamento profissional, obtidas por mim, do seu gatinho no ambiente em que ele se sente mais à vontade: na sua própria casa.

O que está incluído no book?

• sessão fotográfica de 2 a 3 horas
• obtenção fotográfica no ambiente doméstico
• de 30 a 50 fotos digitais, em baixa resolução, tratadas
• uma arte digital com moldura colorida + nome do seu gato para uso em redes sociais

E qual é o valor?

R$ 300,00 à vista em dinheiro, cheque ou depósito ou
R$ 350,00 no Pag Seguro com possibilidade de parcelamento

+ despesas de deslocamento a partir do bairro floresta (a combinar)

Serão produzidos apenas 10 books nesses valores.
Possibilidade de ampliação das fotos do book a ser negociada separadamente.

Quem tiver interesse, favor entrar em contato pelo e-mail gianeportal@gmail.com

Se você quiser conhecer um pouco mais do meu trabalho:

https://www.flickr.com/photos/fofurasfelinas/ ou https://www.facebook.com/fofurasfelinascatimages

Conheça o trabalho da Giane:

• Blog: gianeportal.wordpress.com
• Personare: personare.com.br/giane-portal-53
• ArcanaVênus: fb.com/arcanavenus
• Fofurasfelinas: fb.com/fofurasfelinascatimages

maio 9, 2014
Tamy

Um final de semana Happy

Impossível não abrir um sorriso com a festa que eles fazem na praia. Um ótimo final de semana para vocês 🙂

out 7, 2013
Tamy

Amigo não é brinquedo

Quando eu tinha 11 anos, uma amiga da minha mãe deu a ela um filhotinho de dachshund, o Tico. Ele se tornou meu melhor amigo e eu costumava levá-lo onde quer que fosse. Minha prima de 7 anos enlouqueceu quando viu o pequeno cãozinho e como época do Dia das Crianças, meu pai e minha tia decidiram dar um filhote a ela.

O cachorrinho era lindo e – como todo animal – fazia xixi, cocô, queria brincar… e isso incomodava a família. Em pouco tempo o pequenino estava preso em um cubículo de onde só saía quando trocavam o jornal. Menos de um mês depois ele havia sumido. Nunca tive coragem de perguntar se o cãozinho morreu, se foi doado ou se foi jogado na rua.

Chorei por muitas e muitas noites, fiquei decepcionada com a humanidade quando percebi que isso acontecia com uma frequência enorme. Na minha ingenuidade infantil, aquele filhotinho que ganhei com 11 anos era a minha responsabilidade e meu melhor amigo, ele dependia de mim e ficaríamos juntos para sempre.

O Tico cresceu e eu também, nós ficamos doentes muitas vezes, mas cuidávamos um do outro. Ele partiu quando eu tinha 23 anos, era velhinho e usava cadeira de rodas (que fizemos com rodinhas de skate e hastes de metal). Seu corpinho não aguentava novas aventuras. Mas as lembranças boas de meu primeiro grande amigo permanecerão até o fim da vida.

Muita gente confunde animais com brinquedos e com a proximidade do Dia das Crianças e do Natal, bichinhos são expostos em vitrines de onde saem com um laço no pescoço e a promessa de uma vida feliz. Infelizmente, em boa parte dos casos, crianças e adultos não estão preparados para lidar com um “brinquedo” cheio de personalidade, que exige atenção e cuidados. A história acaba em doação ou abandono.

Imagine a tristeza de ser abandonado por seu melhor amigo, em quem você confiou e de quem depende?

Os anos passaram e eu me tornei uma protetora de animais, há quase 10 anos eu resgato, cuido e procuro lares para os peludos. Quando encontro um pretendente, sou chata e geralmente tento “desestimular” a adoção. Pergunto o que a pessoa faria se o animal ficasse doente ou onde o deixaria nas férias. Algumas pessoas desistem, pois não haviam pensado nas despesas ou nas férias.

Há também os animais “difíceis“. O Amigão é um destes casos. Consegui um lar para ele, mas desisti da doação porque ele é um animal traumatizado. Devido aos maus tratos, ele era arredio, mordia e dava poucas demonstrações de carinho. Depois de 2 anos de muito amor, ele passou a confiar e mostrou sua verdadeira personalidade. Mas quem aguentaria 2 anos com um cachorro difícil?

Esse é o Amigão, quando o coloquei para doação aqui no blog em 2010 e agora, com seu cobertor de zebra, onde ele abre buracos para enfiar a cara e ficar me olhando nos dias frios.

Adoção e guarda responsável

Eu poderia passar o dia contando histórias de resgates e de animais que são abandonados. Poderia falar de estatísticas e contar coisas tristes.

Mas não estou aqui para isso, a intenção deste post é transformar vocês – minhas queridas leitoras – em multiplicadoras da adoção e da guarda responsável. A ideia é disseminar as informações para que possamos diminuir os casos de abandono e de maus-tratos, por pessoas que – muitas vezes – não agem por maldade, mas por ignorar o quanto é difícil cuidar de um bichinho.

Existem 10 pilares para o que chamamos de Guarda Responsável, são os 10 mandamentos para quem se preocupa em fazer do mundo um lugar melhor para os animais:

1. Educação das crianças sobre a necessidade do respeito aos animais;
2. Denúncia e vigilância contra maus tratos aos animais;
3. Castração dos peludinhos pra evitar o abandono dos filhotes não planejados;
4. Vacinação para todos;
5. Visitas regulares ao veterinário;
6. Conscientização contra os abandonos, principalmente no final do ano;
7. Necessidade de auxílio aos cães e gatinhos mais idosos;
8. Alimentação digna e saudável;
9. Espaços adequados para a diversão e bem-estar;
10. Higiene constante do local onde moram e também deles mesmos.

Convido cada uma de vocês a compartilhar estas ideias, alertar quem pensa em comprar ou adotar um bichinho, explicar as dificuldades e cuidados para que possamos deixar as histórias tristes no passado e começarmos a escrever novas histórias, cheias de finais felizes.

– – –

Este post faz parte de uma ação voluntária em prol dos animais proposta pela Max Alimentos (empresa de ração para cães e gatos). Eles possuem um programa criado para doar rações para ONGs e protetores no país inteiro. Quem quiser se cadastrar ou deseja indicar para ONGs, basta se cadastrar no programa pelo site: www.maxemacao.com.br.

Confira a lista de ONGs beneficiadas. 

jun 13, 2013
Tamy

Lançamento da coleção de inverno da Pet Project arrecadará doações para ONG

A Pet Project (PP), da estilista Giulia Bolzan, cria roupas e acessórios únicos e de alto nível para os peludos, além de fazer peças personalizadas sob encomenda. O lançamento da coleção de inverno será no próximo dia 15 de junho e haverá até um desfile canino com as peças da coleção. Todos os pets e donos estão convidados!

A PP apóia ONGs que cuidam de animais abandonados e no dia do evento serão recolhidas doações de ração, medicamentos, roupinhas e cobertores, destinados aos mais de 500 animais da ONG 101 Viralatas. Quem fizer doações ganha um presente especial da Pet Project!

Saiba mais
www.petproject.com.br
https://www.facebook.com/projetoamordecachorro

Desfile Pet Project
Data: 15 de junho
Horário: das 15h às 18h
Local: Clássica com Pimenta
Av. Venâncio Aires, 18 – Cidade Baixa
Telefone: (51) 3516-6330

Páginas:1234»

publicidade

Histórico de posts